Existem diversos ativos intangíveis dentro das empresas que podem fazer a diferença para o sucesso. Marcas, Softwares, Patentes, Direitos Autorais, Segredos Comerciais, entre vários outros.

Estratégias de Apropriação de Ativos Intangíveis

Mas como a empresa pode se apoderar deste patrimônio de forma a fazê-lo trazer resultados econômicos? A resposta a esta pergunta não é trivial e tem um caráter multidisciplinar. O que acontece é que além dos ativos acima elencados existem muitos outros que não são passíveis de registro, como por exemplo a reputação, o capital humano, a capacidade de inovar. Enfim, sem um gerenciamento integrado desses ativos, a empresa pode não obter o ótimo retorno sobre seus intangíveis, o que traz significativo impacto sobre o desempenho da empresa.

Uma marca por, exemplo, é arriscado investir pesado na marca se a empresa não for a titular da concessão do INPI. Por outro lado, também não basta apenas registrar a marca. O registro é fundamental pois é o garantidor da propriedade, mas se não houverem investimentos em marketing, branding e relacionamento com os clientes, é bem provável que a marca não faça a diferença na mente do consumidor.

Outro exemplo são as patentes de invenção (PI) e os modelos de utilidade (MU), as empresa devem ter agilidade em colocar seus produtos patenteados no mercado para que isso lhes traga retorno econômico, do contrário correm o risco de os concorrentes lançarem tecnologias paralelas e tomarem a frente no mercado. A capacidade da empresa em transformar suas pesquisas em produtos é tão importante quanto o patenteamento das mesmas.

Os ativos intangíveis são importantes para trazer diferenciação e inovação, e fazer com que a empresa tenha uma presença mais lucrativa no mercado. Mas também exigem investimentos e uma gestão estratégica para que possam gerar resultados.

Deixe um comentário

comentários

About the Author

Receba nossa newsletter



x

Escolha o plano ideal para sua empresa
ou tire suas dúvidas.