5 lições para escolher bem o nome da empresa

O sonho de todo o empreendedor é criar uma empresa de sucesso. Uma das primeiras ações para chegar lá é justamente conseguir um CNPJ, constituir uma pessoa jurídica. É nessa fase que se deve escolher um nome para o negócio. Dar nome a um filho nunca foi uma tarefa fácil, ainda mais quando se trata daquele sonho tão bem planejado, daquela ideia de negócio gestada tão cuidadosamente. Quais seriam então as perguntas básicas que o futuro empresário precisa fazer-se para criar um bom nome para sua empresa? Pensando em criar uma metodologia prática, sem enrolação, vamos direto ao assunto sobre o que deve ser objeto de atenção nesse nobre e criativo momento. Empresas com um nome forte são mais lembradas e mais valorizadas, a importância de ter um bom nome cresce conforme cresce o faturamento e responsabilidade da empresa com seus consumidores.

1 - Questões legais

O nome da empresa, via de regra, vai ser também a marca com a qual a empresa vai se comunicar com os clientes e com o mercado. Várias questões legais se colocam, no entanto, no caminho do empreendedor que quer escolher o nome do seu negócio. Conceitos como "denominação social", "nome fantasia" e "marca" são facilmente confundidos, porém tem funções diferentes, embora complementares. A denominação social é o nome legal da empresa, e segue regras específicas de acordo com a natureza jurídica da sociedade (Ltda, S/A, Empresário Individual, etc...). O nome fantasia é um título que a empresa usa para designar seu estabelecimento, porém tem pouco poder de garantir exclusividade. Já a marca é um ativo de propriedade industrial que é concedido pelo Governo Federal através do Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI, que garante o uso exclusivo da marca no território nacional.

Quando for escolher o nome de sua empresa, o empreendedor tem de estar atento à disponibilidade legal de tal nome, seja nas Juntas Comerciais Estaduais, seja em relação às marcas anteriores já registradas, pois via de regra a marca e a denominação social obedecem ao princípio da anterioridade, isto é, quem pedir primeiro leva. Pesquisar nas Juntas Comerciais e no banco de dados de marcas do INPI é importantíssimo para escolher um bom nome. De nada adianta escolher um lindo nome, mas que já seja propriedade de outros. Investir dinheiro na marca dos outros ou em uma marca irregistrável é um erro comum cometido pelos empresários no início de seus empreendimentos. Não esqueça de consultar também a disponibilidade dos domínios de internet relacionados ao nome escolhido.

2 - Questões práticas

Faça listas, ter apenas o plano A não é uma boa estratégia para escolher um bom nome. O ideal é criar uma lista com possíveis nomes e começar a pesquisar, vale a pena ter o plano B, C, D, n..., não economize neurônios nessa etapa. Para se ter uma ideia, para criar a marca da minha empresa, a Juris Labore, minha lista chegou a ter uns 50 nomes. Exageros à parte, alguns deles eram horríveis e outros inviáveis, mas foi um grande exercício e garantiu a escolha de um bom nome.

Dicionários e livros técnicos ligados à área do negócio podem conter tesouros escondidos, basta saber garimpá-los, bem como línguas antigas ou estrangeiras podem trazer boas ideias, latim, grego, francês, inglês. Use, mas não abuse.

3 - Menos é mais

Essa é uma tendência em relação à escolha de nomes e marcas. As companhias de telefonia celular são um bom exemplo. Nomes pequenos, fáceis de escrever, fáceis de entender. A grafia deve ser o mais acessível possível para que as pessoas possam entender a marca ao telefone, digitar o nome na internet. Evitar usar letras mudas ou símbolos extravagantes, palavras estrangeiras com difícil pronúncia, ou pronúncia muito distante da brasileira. Bom senso.

4 - A questão semântica

O ideal é que a marca diga algo sobre o negócio e sobre a empresa. O significado da palavra usada no nome deve estar em consonância com os objetivos da empresa, com sua estratégia empresarial. Um bom exemplo é a marca norte americana de micro-processadores digitais "Intel". Quem não associaria esse nome com a inteligência e capacidade dos produtos da empresa?

Um bom nome deve ter essa característica, instigar o consumidor. Não é fácil, mas quem disse que o caminho para o sucesso é uma avenida asfaltada morro abaixo nunca esteve em uma bicicleta sem freios. Ok, esta última analogia foi meio sem sentido, mas um bom nome deve ter um significado coerente com os objetivos do negócio. Mas vá com cuidado, vale lembrar que uma das restrições ao registro de marcas, é justamente a de nomes meramente descritivos da atividade que a marca se destina a proteger.

5 - Abrangência geográfica

Sua StartUP vai dominar o mundo, só que para isso, o nome da sua empresa deve ser usável nos mercados a que ela se destina. Se a abrangência de atuação da empresa é nacional, fuja de nomes bairristas, que remetam a um local geográfico específico (sul, norte, nordeste, etc...) como a região, o bairro ou a rua em que está localizado o negócio. Salvo raras exceções jamais limite geograficamente sua atuação pelo nome. Caso tenha pretensões internacionais, pesquisar a situação do nome e da marca nos principais países objeto de interesse é fundamental.

Dizia um antigo hit do axé music: "pau que nasce torto, nunca se endireita", mas esta máxima popular não é verdadeira em relação ao nome da empresa, pelo simples fato de que o nome pode ser mudado a qualquer momento. Quando se trata de alterar um nome mal escolhido, o quanto antes melhor, pois o princípio da anterioridade de uso tem um papel importante em qualquer disputa por determinada marca ou denominação social.

As atividades de pesquisa da situação legal de um nome ou marca não são simples pois devem levar em conta uma série de fatores. Fugiria ao foco deste artigo esmiuçar cada detalhe, portanto é aconselhável contar com profissionais experientes para ajudar na tarefa. A Juris Labore trabalha com consultoria e assessoria para escolha de nomes empresariais, bem como com planos de serviços na área de marcas, patentes e domínios de internet.

Então agora é mãos à obra, equilibrando a criatividade e a razão se tem mais chances de construir um bom nome, que dê suporte ao sucesso que sua empresa merece.


Texto escrito por Marcelo Schultes para a Juris Labore.

Deixe um comentário

comentários

About the Author

Receba nossa newsletter



x

Escolha o plano ideal para sua empresa
ou tire suas dúvidas.